Você está aqui:   Serviços   >   Notícias do TCE
GLOSSÁRIO DE CONTROLE INTERNO - RISCOS
04/06/2018
A Política de Governança da Administração Pública federal, direta, autárquica e fundacional, regulamentada pelo Decreto Federal n. 9.023 de 22 de novembro de 2017 define gestão de riscos como “um processo de natureza permanente, estabelecido, direcionado e monitorado pela alta administração, que contempla as atividades de identificar, avaliar e gerenciar potenciais eventos que possam afetar a organização, destinado a fornecer segurança razoável quanto à realização de seus objetivos. ”

Os princípios da gestão de risco eficaz elencados na ISO 31000:2009 são os seguintes:

i) A gestão de riscos cria e protege valor;

ii) A gestão de riscos é parte integrante de todos os processos organizacionais;

iii) A gestão de riscos é parte da tomada de decisões;

iv) A gestão de riscos aborda explicitamente a incerteza; 

v) A gestão de riscos é sistemática, estruturada e oportuna; 

vi) A gestão de riscos baseia-se nas melhores informações disponíveis; 

vii) A gestão de riscos é feita sob medida; 

viii) A gestão de riscos considera fatores humanos e culturais;

ix) A gestão de riscos é transparente e inclusiva;

x) A gestão de riscos é dinâmica, iterativa e capaz de reagir a mudanças; e

xi) A gestão de riscos facilita a melhoria contínua da organização (ABNT, 2009).

Atingir metas é algo bem recente no setor público. Os gestores precisam estar focados na conquista dos objetivos de gestão e na ideia de agregar valor. Somente assim o real significado de eficiência e efetividade será alcançado.

É a Gestão de Riscos que minimiza a possibilidade de que os objetivos não sejam atingidos.